quinta-feira, maio 17, 2007

Um pedaço de mim hoje...sem referências



Muitos pensarão que é preciso mentir, jogar, iludir, manipular para serem aceites. Existe a crença na sedução que o olhar doce e firme, as palavras certas, a personagem bem criada abrirão as portas da intimidade e da popularidade de cada um. Não posso estar mais em desacordo, até porque, o tempo é o nosso melhor amigo. Nenhuma personagem dura sempre, nenhum jogador consegue estar sempre atento ao seu registo. Um dia, ao acaso, sem querer,o verniz estala e mostra o seu verdadeiro interior. Parte triste da história? A ausência de entrega, de autenticidade e da verdadeira construção de pontes de intimidade entre si e o outro. E não falo só no amor. No amor e na amizade há quem idealize as suas relações como jogos de xadrez, alternando estratégias de avanços e recuos consoante o adversário que se lhes depara. Acerta pequenos detalhes em função da inteligência do "suposto" adversário. E coloca-se a questão: porquê ver as relações e a vida como um jogo? Porque a exposição, a intimidade, o medo de deixar alguém entrar no interior e expor-se é GIGANTE. Porque é GIGANTE O MEDO DE NÃO SER ACEITE. Porque é notória a aposta no EGO E NÃO NA AUTO ESTIMA. Porque os outros aparecem como INSTRUMENTOS e não como COMPLEMENTOS.

Mas a parte bela das relações é essa mesmo : alguém ser nosso (a) amigo(a) , namorado (a) sendo como somos. Com dias bons e outros nem por isso. Com dias de choro imenso e com dias de gargalhadas borboletas, com manhãs a precisar de um xi coração e noites a dar uma força gigante. Porque a autenticidade, o respeito, a descoberta são os maiores tesouros que daqui, do plano terreno podemos levar. Deixo-vos também esta pergunta para pensarem:

- Não temos todos paisagens, desportos, danças, livros, músicas, filmes, conversas, teatros interessantes para colhermos? Porque é que uns preferem crescer, encontrar-se cada vez mais consigo mesmos e depois partilhar e outros preferem dissimular, jogar ou vitimizar-se como se as oportunidades fossem diferentes?

Toda e qualquer relação para mim só faz sentido de coração e alma aberta. Em que se exponham medos, inseguranças e tesouros para fazermos de nós e dos outros melhores. Não importa sermos diferentes, importa é sermos autênticos. Mas essa intimidade é demorada, construida e nunca instantânea. Porque jogo por jogo, ego por ego é volátil e rapidamente acaba, transformando supostas pontes em precipicios !!!!

13 comentários:

vida de vidro disse...

Tens certamente razão. No entanto, cada um constroi as suas relações como bem entende... e sofre as consequências, naturalmente. Ser autêntico é sempre aconselhável, mas acredito que nem sempre é possível. **

Reflexos da Alma disse...

Olá !
Aqui estive a ler este teu post, confesso que aqui senti algumas mágoas, quem não as tem ?Confesso que aqui te conheci mais um pouco...
Aqui te deixo uma frase que escrevi num dos meus ultimos posts :
" NINGUÉM É PERFEITO, FAÇO DESSA FRASE A FÓRMULA CERTA PARA TENTAR ESTAR DE BEM COM A VIDA "

Este é um dos meus principios,porque de desilusões e decepcções estou eu cansado,desde há uns anos atrás , decidi que eu sou como sou , e os outros são como são ...
Vivo a minha vida , tento estar bem com os outros , mas acima de tudo e o mais importante de tudo , tento estar bem comigo mesmo. Essa é a minha prioridade máxima, independentemente daquilo que os outros pensem ou possam um dia pensar ...
Um Beijo te deixo ... e um Abraço tambem

Miosotis disse...

Olá minha querida amiga
Adorei teu texto...bem escrito e, sobretudo com uma excelente noção de causa efeito.
Aprendi aqui a conhecer-te um pouco mais.
E estou a 200% contigo nesta tua reflexão....cada um é como é e deverá mostrar-se como tal e nunca como pretende ser.
Mentira tem perna curta!!!
Abomino cinismos e hipocrisias.
Tem um excelente fim de semana.
Deixo-te beijos espalhados por entre as miosótis.

Rosa Alexandra disse...

Amiga mais uma vez leio aquilo que bem conheço em ti, a tua pureza e alguma inocência no que respeita ao íntimo dos outros. Infelizmente as pessoas cada vez mais encobrem-se com os seus farrapos diários e como querem que as pessoas as vejam, mas esses farrapos não são eternos e um dia eles se desfazem que nem uma bola de sabão, revelando a pura verdade...infelizmente as pessoas julgam-se entre si apenas pelas aparências e não pelo seu interior e devido a isso temos cada vez mais ignorantes e fúteis...mas acho que tudo isto tu também já sabes e conheces.
O importante é sermos próprios, verdadreiros e os que nos rodeiam aceitarem-nos e principalmente aceitarem-se por quem são e não por quem os outros querem que sejam!!!!

Jardineira aprendiz disse...

O teu comentário ia-me passando despercebido, obrigada pela visita! (aquele espaço é pouco usado :) )

Visto de relance o teu blog parece-me muito interessante, voltarei para ver com atenção logo que possa!

Um beijo

Cleopatra disse...

Toda e qualquer relação para mim só faz sentido de coração e alma aberta. Em que se exponham medos, inseguranças e tesouros para fazermos de nós e dos outros melhores.

Nem mais.

Mas sabes'
Algumas pessaos preferem construir uma imagem ideal. E claro essa imagem, não sendo verdadeira, acaba por cair,
E depois, há os que têm medo dos embates, das lágrimas, das verdades ditas a quente..
Estes nunca saberão dar-se completamente
E, o pior é que sofrem e fazem sofrer.
Um Bom fs.
Bj

Que giro, as letrinhas de confirmação são: -naafimsb

DarkMorgana disse...

De darkmorgana para morgana:
Bom post!

O medo de exposição é de facto grande!
Por isso é que a muitas relações são curtas!

O maior problema é que muitas vezes as pessoas passam tanto tempo a representar personagens (e às vezes um personagem diferente para cada "amigo") que deixam de saber como são exactamente...deixam de se conhecer a elas próprias...

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Pois é, pois é...

E quem nunca teve um comportamento semelhante?
Haja lucidez para nos corrigirmos.

Gostei deveras de te ler...

Desejo-te um gude sandei
Até outro desinstante.

Reflexos da Alma disse...

Olá Marisa,
Passei para te deixar uma Beijoka...
Que a Dança do Ventre te traga toda a harmonia e criatividade .... só te consigo imaginar como uma Bela dançarina ...
Um Beijo te deixo e Bom domingo

vladimir da lapa disse...

adorei, concordo plenamente contigo, e quando o verniz estala....é muito complicado...

APC disse...

Se o desejo de partilhar for genuíno, é para se partilhar a genuinidade! De contrário, o vazio virá e permanecerá juntamente com o que se conquiste. Assim creio.

Primos disse...

Não posso estar mais de acordo contigo...
Podemos enganar toda a gente o tempo todo, mas não enganamos todo o tempo toda a gente! E ha pessoas que pensam que o fazem... E um dia o tempo acaba...
Nelo

C. disse...

Fecha os olhinhos e sente o xi mais carinhoso que imagines...