domingo, dezembro 19, 2010

Um dia para esquecer


Há dias complicados!!! Muito complicados. Este foi um deles...


Estou exausta, triste e cansada e sei que escrever vai aliviar-me um pouco!


Já chorei, já calei...porque tu em mim é vivido forte, intensamente. Não sei de que massa sou feita mas, às vezes gostava de ir a lume brando, suave. Mas não, na alegria e na dor sinto-me ora fogueira acesa ora caudal de barragem. Nada é ténue, suave, tranquilo. As emoções assaltam-me, de forma violenta, e nas piores alturas, perco o pé e não consigo tomar rédea.


Estava tudo aparentemente tão organizado! Mas não! De repente, tudo, senhorio, fogão, porta, assaltos e afins tudo começa a parecer complicado, com muito desgaste, muito impasses e muito stress. Demasiado stress, demasiado cansaço e o corpo e alma começam a dar sinais.


Para variar, chorei ( como já não chorava há muito tempo). Chorei muito de stress, de nervos, de impaciência.... Por momentos senti-me só com uma asa...como aqueles quadros pirosos da " lágrima do menino". Desamparada, cansada, extenuada, com vontade de permanecer quieta, num canto, sossegada e sentir um abraço forte que me insuflasse de energia....


Há alturas em que é dificil ser-se Tão forte! Acho que não me dou a mim própria o privilégio de poder estar frágil, de ficar quieta, de apenas receber...


Tenho que me repensar. Hoje o cosmos deu-me uma série de lições de rajada para Parar e Pensar... Desacelerar e receber deve ser o Mote. Digo eu !

3 comentários:

Jota AL disse...

Amiguinha, aquilo que precisares avisa: caminha, comidinha, abraços e miminhos, reiki (etc) =)) beijinhos de nós 3 p'ra t1

fernando.dionisio disse...

"Há alturas em que é dificil ser-se Tão forte! Acho que não me dou a mim própria o privilégio de poder estar frágil, de ficar quieta, de apenas receber..."

Esta frase merece ser realçada. Tocou-me, obrigado pelo momento.

Rosy disse...

A minha vida se paresse com esta que foi relatado.Mas deus é fiel e eu vou sair dessa escuridão
Adorei todos os relatos.