terça-feira, junho 05, 2007

Porque nem todos os dias são luz


Porque nem todos os dias são feitos de luz, hoje amei-me menos, aceitei-me menos e fui menos menos. Há dias assim, em que se perde o pé , em que as certezas são menores e o mundo nos parece mais cinza.
Nesses dias não vale a pena tentar dar, amar os outros porque a pouquinha luz que temos, o pedacinho de amor que guardamos mal chega para nos aquecer a alma....que fará chegar ao outro /aos outros.
São dias, ainda que ocasionais, mais sem graça, mais vazios, mais chorados. Mas também precisam de existir estes para depois tudo ter graça, mais cheio e mais risível.
O vazio encerra a aprendizagem do cheio
A tristeza a aprendizagem da alegria
A perda encerrra a antevisão do ganho
(...)
E tudo na vida funciona como o negativo de uma fotografia. Por vezes, escuro, indecifrável, para quando a nossa alma estiver preparada podermos revelar essa grande imagem. Essa grande fotografia de amor Incondicional, que tem que começar em nós mesmos.

11 comentários:

Miosotis disse...

Como te compreendo!!!
Estamos na mesma onda, minha cara amiga.
Beijos

C. disse...

Querida mana com são sábias tuas palavras... O Universo está composto de opostos para que nos apercebamos do que realmente importa. É preciso passar pela tristeza para darmos o real valor à alegria, passar pela doença para prezarmos a saúde... Mando-te um xi cheio de miminho!
Adoro-te querida Mana!!

Anónimo disse...

Pois é... Seria bom que nos dias em que nos "amamos" menos, tivessemos alguém ao lado que nos "reatestar o depósito" e reequilibrar as forças.

É que na verdade, não servimos só para dar, às vezes temos que receber também.

Nós não somos ilhas !
Quando muito somos um arquipelago... no seio do qual se vão construido pontes...

Por mim, estou aqui. Se quiseres um croquete !!!! Até compro um novo "set" de tachos só para t'o fritar ! ;-)

Grande beijinho.

Miosotis disse...

Grata pela visita minha amiga!
Pois é, tenta fazer do teu despertar matinal um hino aos melhores dias que virão...
ensolarados!
Os meus, estão para chegar....
Deixo-te um beijo e o desejo de um excelente fim de semana prolongado que se avizinha.
E uma miosótis azul para ti.

Anónimo disse...

às vezes, é na sombra que nos encontramos. ou que conseguimos dar-nos a nós mesmos. e esses momentos são tão nossos que temos mesmo de os guardar para nós. porque precisamos deles para voltarmos à tona, para tentar recuperar o fôlego e voltar a sorrir, na luz. com todos.

p.s. - o mundo não é preto nem branco. é cinza. nós estamos cá para o colorir. qual é a tua cor?! :D

mag

Rosa Alexandra disse...

Mana do meu coração!!!!!!!!!! Dizes que eu planto pensamentos, mas tu plantas realidades...ainda bem que temos dias menos bons para pudermos dar valor ao dias melhores e cheios de cor, pois assim sabemos dar o devido valor à vida maravilhosa que temos à nossa volta para ser vivida e saboreada!!Uma grande beijoca e um bom feriado!!!!!

Maruca com L disse...

Querida Marisa como gosto de ti, aquele gostar que nãoé só gostar como já te disse, fazes parte daquelas pessoas a quem amo. O texto é lindo e mostra que estás num nivel de evolução muito mais superior do que aquilo que dizes quando falas de mim.
Um grande grande abraço, daqueles que tanto gostas

Anónimo disse...

MARISA!

TENHO 3 IDeias brutaiss pra esses dias ASSIM...

1. Corte de cabelo com lavagem..SIM COM LAVAGEM...

2. IDA a um mercado da Fruta...brutalissimo tambem..

3. CAFÉ quente castanhissim e espumoso...é possivel beber ate 5 cafes numa manha..e ficar a suar...depois banho...pra nao estalar os miolos...

afonso.

Esta Lua declama... também poesia! disse...

Lindo! Adorei cada palavra, cada frase... e quanta verdade!
Temos mesmo de passar pelo lado mais escuro, mais obscuro, para podermos dar valor à luz, ao amor e à paz interior e exterior.
Beijinhos
Carla

Reflexos da Alma disse...

Olá Marisa !

Estou em absoluta sintonia !
Claro que para darmos o devido valor ás coisas, temos que no mínimo saber o seu oposto ....

Gostei !

Bjs

APC disse...

Magnífico!...
:-)