terça-feira, março 27, 2007

A beleza às páginas tantas..para sorver e partilhar



Duas passagens de uma beleza que me deixam zonza e maravilhada

" Sabes perfeitamente que essa calma não vai durar muito. Assim como sabes que as feras insaciáveis não te dão tréguas, perseguindo-te estejas tu onde estiveres.(...)

Tens medo da tua imaginação. E ainda mais dos teus sonhos. Medo da responsabilidade que começa nos sonhos. Mas precisas de dormir, e com o sono vêm os sonhos. Quando estás acordado, sempre podes suprimir a imaginação. Mas não podes eliminar os sonhos."

" -Não te importas que te imagine nua?

Sakura interrompe o que está a fazer com as mãos e olha-me nos olhos.

- Queres imaginar o meu corpo nu enquanto eu te faço isto?

- Sim.Tenho estado a evitar que isso aconteça, mas não consigo.

- A sério!

- Não é uma coisa que se desligue propriamente como se desliga a televisão.

Ela ri-se.

-Não percebo. devias ter guardado isso só para ti! Podes imaginar o que te apetecer.Não precisas da minha autorização para isso. Como é que posso saber o que te vai na cabeça?

- É mais forte do que eu. Acho que o acto de imaginar é qualquer coisa de extramamente importante, por isso achei melhor dizer-te. Não tem nada que ver com o facto de saberes ou não.

- Que rapazinho bem educado tu me saíste- exclama ela, impressionada.- É querido da tua parte, dares-me conhecimento disso. Tudo bem, tens a minha autorização. Podes imaginar-me nua à vontade.

- Obrigado- digo eu.

- Agora conta-me. Tenho um corpo bonito?

- Espantoso.

(...)

Murakami, Haruki- Kafka à beira -mar, 2002



2 comentários:

Anónimo disse...

gosto do final do texto sim....

mas o gajo quando disse:

posso imaginar o teu corpo nu?

..ele estava era a afinfar-se a Frase que ela diria: nao precisas imaginar...eu dispo-me pra ti...


Pois olha a desilusao....IMAGINA O melhor que puderes.


e foi o que ele fez.

Morgana disse...

És sempre o mesmo miúdo em ponto grande.Espontâneo e verdadeiro.Mantem-te assim amigo, é uma qualidade rara
Beijocas
Marisa